Mensagem do Papa pelos 800 anos da Custódia da Terra Santa

Na mensagem enviada aos participantes do encontro que se realiza em Roma e Assis, Francisco recorda que Jerusalém é “símbolo para todos de pacífica convivência entre povos e religiões diferentes

Cidade do Vaticano

“À exemplo de São Francisco, que se propague por todos os lugares a amizade, a solidariedade e a paz”.

Estes são os votos do Papa Francisco na mensagem enviada aos participantes da Conferência internacional realizada esta quinta-feira em Roma – com continuidade na sexta-feira em Assis  – pelos 800 anos da Custódia da Terra Santa.

O Pontífice – refere o L’Osservatore Romano – dirige aos organizadores, conferencistas e participantes os melhores votos, expressando “a sua satisfação pelo tema escolhido: “O diálogo entre culturas e religiões na promoção da paz”, especialmente em um momento delicado da vida da cidade de Jerusalém, símbolo para todos de pacífica convivência entre os povos e religiões diferentes”.

Francisco também exorta a “um autêntico serviço à vida e à dignidade da pessoa, levando em consideração a diversidade das culturas, das tradições religiosas e das proveniências, como também as riquezas humanas e espirituais, que exigem ser acolhidas com respeito”.

Quinta-feira, Roma

A conferência, promovida pelo Observatório sobre Minorias religiosas no mundo e o respeito pela liberdade religiosa, do Ministério do Exterior italiano, foi aberta na manhã desta quinta-feira na Pontifícia universidade Antonianum, com um encontro sobre o tema “De São Francisco ao Papa Francisco: a profecia de um mundo reconciliado”.

Na parte da tarde, pronunciaram-se, entre outros, o custódio da Terra Santa, padre Francesco Patton, o embaixador de Israel na Itália, Ofer Sachs e o prefeito de Belém, Anton Salman. As conclusões foram confiadas ao prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, cardeal Leonardo Sandri.

Sexta-feira, Assis

Na sexta-feira o encontro prossegue em Assis com o tema “O franciscanismo na Terra Santa, da origem à contemporaneidade. Palavra e gestos”.

A primeira conferência terá lugar às 9 horas na basílica papal de São Francisco sobre o tema “O Túmulo: herança de uma missão fraterna”.

Deverá se pronunciar inicialmente o padre Mauro Gambetti, custódio do Sacro Convento, seguido pelas saudações do padre Giulio Michelini, decano do Instituto Teológico de Assis, da prefeita da cidade Stefania Proietti e de Dom Domencio Sorrentino, bispo de Assis- Nocera Umbra-Gualdo Tadino.

Seguirá um encontro moderado pelo diretor do L’Osservatore Romano, com a participação do custódio da Terra Santa,  padre Francesco Patton e Ernesto Galli da Loggia, historiador e editorialista do ‘Corriere della Sera’, Andrea Maiarelli, arquivista e docente do Instituto Superior de Ciências Religiosas de Assis, e padre Giusepe Bufon, ordinário de história da Igreja moderna e contemporânea no Antonianum. (L’Osservatore Romano)

Fonte: Vatican News – Leia outras matérias clicando aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest